CONGREGAÇÃO DO SANTÍSSIMO REDENTOR

Superior Generalis

Agosto 1, 2018

Solemnidad de San Alfonso María de Ligório

Prot.0000 115/2018

 

 

Testemunhas de Cristo Redentor: Solidários para a missão num mundo ferido.

Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão por ela,

pois estava cansada e abatida como ovelhas sem pastor. Mt 9,36

 

 

Queridos Congregados, Irmãs, Missionários leigos e Associados:

 

Vamos celebrar a Solenidade de Santo Afonso Maria de Ligório, cheios de espírito de alegria e de gratidão pelo grande dom do carisma, recebido através do seu seguimento fiel do Redentor.

Faz agora um ano que, nesta mesma festa, lhes escrevia para anunciar a Visita Extraordinária do Governo Geral a toda a Congregação. De acordo com o espírito do 25º Capítulo geral (Decisão 44), a visita extraordinária congregou Confrades, Religiosas, Redentoristas leigos e Associados nas diversas (V) Províncias, Regiões e Missões nas assembleias realizadas em cada uma das Conferências de cada Continente. E ao celebrar este ano a festa de Santo Afonso Maria, desejo partilhar com todos vós algumas reflexões sobre este acontecimento extraordinário da vida da nossa Congregação.

Presentemente, o Governo Geral com os Coordenadores das Conferências já realizaram a visita extraordinária a mais de 80% das unidades da Congregação. As Assembleias Extraordinárias da América Latina e Caribe e as da Conferência de África e Madagascar já  todas se realizaram. As restantes Assembleias acontecerão antes de Novembro deste ano. É evidente que a grande maioria dos congregados de todas as idades participaram nestas assembleias em conjunto com as religiosas das congregações afiliadas, com os missionários leigos do Santíssimo Redentor e com os associados. Além destas assembleias, também se realizaram encontros com a maioria dos Superiores Maiores e seus Conselhos. E as Comissões para o Plano Apostólico e de Reestruturação das Conferências também se reuniram regularmente procurando acolher com atenção as reflexões, recomendações e sugestões vindas de cada assembleia já realizada.

Terminada esta tarefa da visita Extraordinária, o Governo Geral avaliará a experiência, tendo em conta as achegas que recebemos das assembleias realizadas nas diferentes Conferências. Neste momento vamos iniciando as Assembleias das Conferências, nas quais se apresentarão os primeiros rascunhos do Plano Apostólico e de Reestruturação das respetivas Conferências, desejo, porém, apresentar-lhes algumas reflexões sobre a experiência vivida até ao presente.

Em primeiro lugar, o Governo Geral quer manifestar a sua gratidão a todos os confrades de todas as idades que participaram nesta visita Extraordinária, e se empenharam ativamente nas assembleias, desde os noviços, até aos confrades mais idosos. E aqueles que de modo algum não puderam participar enviaram as suas opiniões. Cada assembleia confirmou o valor e a importância desta visita. Muitos confrades e leigos associados agradeceram aos conselheiros e coordenadores a sua presença e disponibilidade e exprimiram também a convicção que depois deste acontecimento tinham uma melhor compreensão do processo de reestruturação. E mais importante é que a maioria dos participantes se comprometeu a continuar empenhado no processo de renovação e revitalização da nossa Congregação.

As Assembleias sublinharam a importância do dia de retiro sobre o tema do sexénio. Exorto por isso para que se continue a reflexão sobre este tema, em cada comunidade local e na oração pessoal. À medida que vamos avançando no trabalho das Comissões e das Assembleias das conferências reconhecemos que estamos num processo de discernimento, atentos às moções do Espírito Santos e aos “Sinais dos tempos”! Que Santo Afonso, que foi perito no discernimento continue a acompanhar-nos e a guiar-nos neste processo!

Reconhecendo a realidade atual da Congregação, muitos congregados manifestaram uma maior abertura para com a reconfiguração das suas (v) Províncias, regiões e para serem criadas (v) Províncias mais fortes e mais adequadas para realizar a missão a que estamos chamados. Ao mesmo tempo, revelaram as suas preocupações e temores, assim com os critérios e as propostas concretas para esta reconfiguração. Toda esta informação está sendo muito útil para tarefa das Comissões das Conferências, que darão especial atenção às reflexões e contributos apresentados para o primeiro rascunho do Plano da Conferência, que vos será apresentado. Este deverá ser enviado atempadamente para que seja submetido à apreciação das comunidades locais, assim como das Assembleias e Capítulos, enquanto nos preparamos para o próximo quadriénio.

Enquanto continuam os trabalhos para a preparação do Plano de cada conferência começamos também a discernir o tipo de liderança que necessitamos para o próximo quadriénio. Como sabem, este discernimento tem a ver não só com a eleição dos Superiores, mas também dos seus conselhos. A liderança vai ser muito importante para continuarmos com o processo de reestruturação e renovação da Congregação. Necessitamos Líderes com coragem para enfrentar os riscos correspondentes e para animar as (v) Províncias e as Regiões em pró da missão.

A participação assídua de cada congregado continuará modelando este processo. Ao celebrar a festa de Santo Afonso, a nosso esperança e a nossa oração é permanecer fiéis à sua intuição e atentos aos “sinais dos tempos”, de tal modo que possamos prosseguir a nossa missão de “continuar o exemplo de Jesus Cristo, Salvador pregando aos pobres a palavra de Deus (Const1).

Estamos vivendo uma hora extraordinária, e um tempo de grandes desafios e oportunidades. Em comunhão com toda a Igreja, guiados pela liderança do papa Francisco, comprometemo-nos de novo com o convite do tema do sexénio ser testemunhas do Redentor: solidários para a missão num mundo ferido.

Como genuínos discípulos de Santo Afonso, queira Deus abençoar-nos para seguindo contentes a Cristo Salvador, posamos participam plenamente do seu mistério e anunciá-Lo com evangélica simplicidade de vida e de linguagem, afim de levar aos homens a abundante redenção (Cf  Const 20).

 

Que a nossa mãe do Perpétuo Socorro nos acompanhe sempre 

Irmão em Cristo Redentor

Michael Brehl, Superior Geral