Caros Confrades, Irmãs, Missionários Leigos e todos os membros da nossa Família Redentorista,

 

Em comunhão com o Papa Francisco e toda a Igreja, no Sábado, 2 de Fevereiro, celebramos o Dia Mundial para a Vida Consagrada. Esta é uma oportunidade especial para reflectirmos o significado e propósito da nossa vocação missionária e, especialmente, o testemunho da Vida Consagrada dos Missionários Redentoristas professos.

Em anos recentes, por esta ocasião, o Papa Francisco tem-nos recordado o convite a celebrar a Festa do Encontro - com Cristo nosso Redentor, com cada um na comunidade, e com os feridos, os abandonados e os pobres com os quais o próprio Jesus se identifica tão intimamente. Nestas mensagens, o Papa Francisco faz ecoar os ensinamentos de João Paulo II que escreveu como a alegria do nosso encontro com Cristo deve transbordar para o nosso encontro com os “mais pobres dos seus irmãos e irmãs”:

“A busca da beleza divina impele as pessoas consagradas a cuidarem da imagem divina deformada nos rostos de irmãos e irmãs: rostos desfigurados pela fome, rostos desiludidos pelas promessas políticas, rostos humilhados de quem vê desprezada a própria cultura, rostos assustados pela violência quotidiana e indiscriminada, rostos angustiados de menores, rostos de mulheres ofendidas e humilhadas, rostos cansados de migrantes sem um digno acolhimento, rostos de idosos sem as mínimas condições para uma vida digna.”   VITA CONSECRATA #75

 

Como Missionários Redentoristas, este convite ressoa nos nossos corações: o nosso encontro com Cristo, o Redentor, impele-nos a encontrar os feridos, os abandonados e os pobres. Este é o espírito das nossas Constituições - a nossa consagração torna-nos verdadeiramente missionários:

“A caridade apostólica, através da qual cada membro partilha a missão de Cristo o Redentor, é o princípio que unifica inteiramente as suas vidas. Para isso identifica-as num certo sentido com Cristo, que continua a cumprir a vontade do seu Pai levando a cabo a redenção através deles. A profissão religiosa, então, torna-se o acto definitivo para toda a vida missionária do Redentorista.”   CONSTITUIÇÃO 52

Hoje, ao celebrarmos esta festa em comunhão com toda a Igreja, renovemos o nosso compromisso como Missionários Redentoristas, pessoalmente e nas nossas comunidades. Que nos tornemos mais proféticos e autênticas Testemunhas do Redentor no nosso mundo ferido hoje!

 

O vosso irmão em Cristo nosso Redentor,

Michael Brehl, CSsR

Superior Geral

Scala News